Erros na Micropigmentação

Erros na Micropigmentação
Os procedimentos de micropigmentação,podem se tornar desastrosos se o profissional não estiver preparado técnicamente ou por negligenciar e ignorar conceitos básicos.
Apesar de passados muitos anos,desde que a técnica da micropigmentação foi introduzida,ainda vemos atrocidades por aí! E não precisamos ir muito longe!
Uma técnica que deveria valorizar os traços,redefinir contornos e facilitar a vida da mulher moderna,tem sido motivo de tristeza e arrependimento,de muitas mulheres que "caíram" nas mãos de profissionais incapacitados...
A técnica de fio a fio é a mais procurada hoje, pode ser chamada de fio a fio 3D, hiper realista, HD.....entre muitos outros. O que realmente importa é conhecer a pele da cliente escolhendo a melhor cor e saber desenhar traços finos e próximos do real. Oferecer fios ao invés de "pau a pau".
CUIDADO!!! PROCURE UM PROFISSIONAL QUALIFICADO E HABILITADO PARA A TÉCNICA
Observação : (essa imagem foi retirada da Internet, não sei quem o fez, serve apenas como alerta)
Paula Barros
Especialista em Micropigmentação Estetica e Paramédica

Micropigmentaçao de aréola

A mastectomia é um processo cirúrgico que consiste na retirada total ou parcial das glândulas mamárias para tratamento de câncer de mama. Com a cirurgia, os seios são profundamente afetados, especialmente quando o tratamento requer a retirada das aréolas e mamilos. Com o objetivo de auxiliar as mulheres que foram vítimas da doença a recuperarem a aparência dos seios, a Especialista Paula Barros investiu em conhecimentos técnicos e desenvolve um trabalho bem próximo do real, que seria chamado de 3D.

Curso Master Class Brasil

O Rio de Janeiro tem a honra de receber os italianos Masters para realizar um curso de alto nível!
Interessadas entrar em contato por email ou telefone.









Flash Tattoo

Para quem não quer deixar a pele marcada para sempre, mas quer complementar um look ou mesmo testar como ficaria uma determinada imagem em seu corpo, pode apelar para a 'invenção' temporária da norte americana Miranda Burnet



flash-tattoos

song-tattoo-gold

O legal é que essas tattoos parecem mesmo um acessório, e não desenhos chapados na pele. Os desenhos têm uma pegada mais hippie, já que o grande lance é usar na praia (eles têm até o body chain). Bom pra quem quer dar um up ao look biquíni, mas tem receio de colocar acessórios nessa situação. O problema é que aí precisa mesmo ficar na sombra, senão o bronzeado vai sair marcado!

O "boom" das tatuagens adesivas douradas, nos Estados Unidos, se deu em abril deste ano. Várias celebridades "desfilaram" no festival de arte e música em Indio, na California – o Coachella Valley Music and Arts Festival –, com look hippie chic e com os adornos dourados criados por Miranda, na pele.

E aí gostou?!

Implante de sobrancelhas

Na cirurgia de implante de sobrancelha são utilizados os fios de cabelos do próprio indivíduo. Os fios são retirados do couro cabeludo e o local mais utilizado para a retirada da área doadora é a região temporal. Os fios implantadas irão manter as características da área doadora, ou seja, irão crescer na mesma velocidade dos cabelos e do couro cabeludo, desse modo, o paciente terá que aparar os novos fios da sobrancelha a cada 20 a 30 dias

Como é feito o implante de sobrancelhaO implante de sobrancelha é feito com anestesia local e tem duração média de 2 horas. A cirurgia inicia-se com a retirada de uma pequena faixa de couro cabeludo. Após, com o auxílio de microscópios estereoscópicos, as unidades foliculares são separadas uma a uma por uma equipe especializada. A medida em que os fios são preparados, os mesmos são implantados um a um, no sentido e direção apropriados. Para a colocação dos fios são utilizados lâminas especiais que possuem 6 mm de largura.Na cirurgia os fios de cabelos são implantados com 1 cm de comprimento, portanto, ao final do procedimento o paciente apresenta uma prévia do resultados definitivos. Após 2 a 4 semanas, os fios implantados caem, porém as raízes permanecem. Com 3 meses de cirurgia os fios voltam a crescer, agora de maneira definitiva. No entanto, os fios não crescem todos ao mesmo tempo e desse modo o resultado definitivo aparece entre 8 meses a 12 meses após o procedimento

Cuidados após a cirurgia na sobrancelhaA manipulação cirúrgica provoca um inchaço na pálpebra superior e ao redor dos olhos. Para a redução do edema recomenda-se a aplicação de compressas frias nos olhos por 2 a 3 dias. Ainda, dormir com dois travesseiros também ajuda a melhorar o inchaço. Em média, após 5 a 7 dias não existe mais inchaço.
A lavagem da sobrancelha deve iniciar após 48 horas da cirurgia e deve ser feita com o auxílio de um pincel de maquiagem macio. Utiliza-se na lavagem um xampu infantil para não arder os olhos. Deve-se lavar as sobrancelhas com pincel por 10 dias .
Deve-se evitar sol por 2 meses após a cirurgia. Exercício físico somente após quinze dias do procedimento. Os pontos da área doadora são removidos em quinze dias.
A partir do terceiro mês de cirurgia, quando os novos fios começam a crescer pode-se utilizar maquiagem – rímel – para ajudar a orientar o crescimento dos fios.


(Fonte: Dr. Fabrício Ribeiro)




Microblading

É uma técnica muito antiga, mas agora é uma das técnicas mais procuradas no Reino Unido e no exterior.

Não são muitas as pessoas que já ouviram falar do Tebori, uma arte japonesa milenar que consiste em tatuar sem o auxilio de máquinas. No Japão, o Tebori, “te = mão” e “hori = esculpir”, é feita com agulhas de aço, geralmente de maior diâmetro que as agulhas utilizadas em tatuagem, dispostos em fileiras, isoladas ou amontoadas e estão vinculadas a uma longa alça de bambu.

E foi por esta capacidade de criar gradações tão belas que nós, micropigmentadores, começamos a estudar as técnicas  do Tebori (na micropigmentação também conhecida como Handtool ou o mais popular Microblading) para trazer ao nosso mercado mais esta opção INCRÍVEL!

Tem muitos nomes, incluindo "sobrancelhas bordados", "franjas" e muito mais. A técnica utiliza um instrumento de mão chamado "Tebori" com agulhas/ lâminas descartáveis para criar uma técnica de difusão.
Está técnica permite desenhar fios bem naturais. Deve ser usado pigmentos adequados.

Venha conhecer você também!


Curiosidades: Porque temos sobrancelhas?

Olá!

É verdade que as sobrancelhas têm uma função estética, mas saiba que sem elas seria bem mais complicado enxergar. Isso mesmo, as sobrancelhas servem para proteger  nossos olhos contra nosso próprio suor e ocasionalmente dachuva. Esses arcos de pelos grossos desviam a água e o suor para o canto do rosto auxiliando na visão quando se está na chuva ou suando.
O suor possui vários sais que podem irritar os olhos e dificultar a realização de tarefas que a principio parecem muito simples . Além da proteção  as sobrancelhas são muito significativas para nosso rosto, pois expressam as emoções com tanta intensidade quanto os movimentos do corpo e saibam que muitas pessoas dedicam um bom tempo em estudá-las. Agora que você já conhece a função das sobrancelhas, muito cuidado quando for retocá-las com a pinça, certo?
E Micropigmentação você já conhece? Faça uma avaliação!




Fototipos

Fototipo é a caracterização da pele quanto sua coloração e reação à exposição solar. O fototipo de uma pessoa é definido geneticamente, onde os melanócitos são mais ativos ou não e que podem produzir um tipo predominante de melanina. De acordo com as diretrizes atuais, existem 6 fototipos de pele:



Branco, nunca bronzeia e sempre se queima - muito sensível à radiação solar;

Branco, dificilmente se bronzeia e queima-se facilmente - sensível;

Moreno-claro, bronzeia e se queima de forma moderada - moderada sensibilidade solar;

Moreno-escuro, bronzeia com facilidade e difilmente se queima - pouca sensibilidade solar;

Pardo, bronzeia-se e nunca queima - discreta sensibilidade solar;

Negro, bronzeia-se e nunca queima - nenhuma sensibilidade

Na Micropigmentação:
Quanto maior o fototipo, maior a preocupação em aquecer o pigmento, para que não escureça demais e degrade o tom.

Vitiligo cicatrizante ou vitiligo cicatricial

A Doença 

Não se sabe precisamente por que ocorre a destruição das células. Há influência genética, e cerca de 30% dos portadores têm algum parente com a doença. Há também influência do sistema imunológico, que destrói indevidamente os melanócitos. Por isso, alguns pacientes têm, junto com o vitiligo, outras doenças auto-imunes, como lúpus ou alopécia areata (a possibilidade do paciente com vitiligo ter essas outras doenças deve ser investigada pelo médico). Em algumas vezes o problema começa com um stress psicológico ou após uma grave queimadura solar. Em outras vezes, não se encontra nenhuma explicação para o aparecimento da doença. Mas sabe-se que não é contagioso.

No vitiligo, manchas brancas invadem subitamente a pele, seja ela branca, negra ou de qualquer outra cor. Se a pele é branca, as manchas são ainda mais claras, e podem incomodar ou não, dependendo da localização. Se a pele é negra, o incômodo é maior, já que o contraste entre pele sã e pele afetada é marcante.

O início é repentino e qualquer parte do corpo pode ser afetada. É freqüente aparecerem manchas nas mãos, braços, pernas, ao redor dos olhos e ao redor da boca. Cabelos, sobrancelhas, cílios e barba podem clarear. Não existe maneira de predizer a evolução da doença. Não há exame ou qualquer pista que indique se ela irá progredir, melhorar sozinha ou ficar estável. O grau da evolução varia, e em casos extremos, a maior parte da pele é afetada.



Tratamento 

Uma vez descartadas doenças imunológicas associadas, trata-se a parte estética. Infelizmente não há cura definitiva. Quase todas as opções de tratamento buscam frear a evolução e estimular novamente a pigmentação. Mas a tendência ao vitiligo persiste, mesmo em quem responde bem ao tratamento. É comum a pessoa passar por algumas opções de tratamento até encontrar aquele que se aplica melhor a ela.

Seja qual for a opção, o paciente não deve expor a pele branca de vitiligo ao sol. Isso porque a pele afetada, desprovida de pigmento, se queima com facilidade, aumentando a predisposição a câncer de pele. Ainda, ao tomar sol, o resto da pele fica bronzeada, intensificando o contraste com as manchas. Finalmente, queimaduras solares estimulam o aparecimento de novas lesões de vitiligo. Por tudo isso, além de fugir do sol, o paciente deve usar diariamente um filtro com alto fator de proteção solar em toda a pele.

O tratamento para escurecer manchas claras pode ser local ou por via oral. Boas opções de tratamento local são cremes que inibem a resposta imunológica, como a cortisona ou os imunomoduladores tópicos. Outra opção de cremes são os psoralênicos, que intensificam a sensibilidade da pele à luz. Após aplicar o produto, o paciente expõe a mancha a lâmpadas específicas para o tratamento ou até mesmo ao sol, sempre sob rigoroso controle médico.

Outras opções, mais modernas, são o laser (Excimer laser) e o uso de luz ultravioleta tipo B de banda estreita. Tais tratamentos vêm ganhando popularidade por não precisarem da aplicação prévia do psoralênico.

Quem não responde bem a nenhum tratamento, muitas vezes utiliza medidas de camuflagem, como uma boa maquiagem. Aqui também entra a ajuda da Micropigmentação, seria o ultimo recurso a ser utilizado para tentar camuflar as áreas por um tempo determinado. Diferente do que muita gente pensa, a Micropigmentação não é uma tatuagem, é parecida no sentido de pigmentar a pele, mas é bem mais superficial e as cores são bem próximas do natural, portanto a durabilidade é pouca devido a regeneração da pele.

Após alguns anos de trabalho, percebi que os portadores de vitiligo, desenvolvem a doença após uma cicatriz, ou seja, após um corte (cirurgia) a área afetada também desenvolve o vitiligo, o que é chamado pelos médicos de vitiligo cicatrizante ou vitiligo cicatricial.

Muitos clientes me perguntam se o procedimento pode estimular o aparecimento de novas áreas com vitiligo, mas não há comprovação e não houve relato dos clientes que foram realizados os procedimentos. A área é lesionada superficialmente apenas para depósito da cor, alguns clientes seguraram por mais tempo outros por menos tempo, lembrando que o procedimento é um paliativo.

Para maiores informações, marque uma avaliação no telefone 3045-5379

Paula Barros







CURSO DE MICROPIGMENTAÇÃO NÍVEL I iniciantes by Paula Barros

Ângulos e Projeções



É o ângulo em que a agulha se apresenta em relação a pele, que varia de 30, 60 e 90 graus, que vai definir a penetração do pigmento na pele.
Quanto maior for o ângulo, menor vai ser o depósito de pigmento na pele e quanto menor for o ângulo maior vai ser o depósito de pigmento. Sendo assim, podemos entender que os ângulos perpendiculares teremos menor risco e os ângulos oblíquos corremos mais risco em depositar pigmentos exagerados na pele.
É importante também lembrar a preocupação com a pressão da mão, bem como o número de vezes que passa na pele, devendo ser igual do início ao fim do procedimento para que obtenhamos um efeito homogêneo da pigmentação.
Minimizando as chances de erros teremos um trabalho com resultado perfeito!
Paula Barros


Herpes labial

Quem já teve sabe o quanto pode ser incômodo. Ele começa com uma ardência, depois uma coceirinha adianta o que está por vir e, por fim, a vermelhidão e as bolhas aparecem anunciando o constrangedor herpes labial. Essa doença é uma infecção causada pelo vírus herpes simples e seu contágio mais comum é feito de pessoa para pessoa, o que se torna ainda mais fácil quando há contato direto – como o beijo, por exemplo. As características da doença são a ardência, o dolorido da pele e posteriormente aparecem bolhas (vesículas) agrupadas que se rompem e formam uma crosta. Nesta última fase, o perigo de transmissão da doença aumenta.

A porcentagem da população brasileira que tem ou teve contato com a doença é alarmante: cerca de 80%. E não é apenas o incômodo que o herpes labial causa. Em alguns casos mais graves a doença pode causar pneumonia e encefalites (inflamações agudas do cérebro, habitualmente causadas por uma infecção viral).

A má notícia é que o herpes labial não tem cura, já que o vírus instala-se de forma oculta no organismo e fica esperando uma oportunidade para ser reativado. Quando a imunidade do paciente cai, a doença reaparece. A luz solar intensa, febre e outras infecções que diminuem a resistência orgânica e estresse emocional são grandes ativadores da doença.
A duração dos sintomas é de 5 a 10 dias por crise e seu tratamento é feito com antiviral (via oral ou tópica). Os remédios são usados até a ferida cicatrizar, conforme a gravidade de cada caso. Eles agridem o vírus, mas não consegue eliminá-lo totalmente. Outras dicas importantes para o tratamento do herpes labial são evitar furar as bolhas que se formam e lavar sempre as mãos após manipular as feridas (isso porque a virose pode ser transmitida para outros locais de seu corpo).

E o que fazer quando surgem manifestações sequenciais da doença? Recomenda-se a procura de um médico infectologista para avaliação do estado imunitário do paciente. Muitas vezes as pessoas precisam tomar a medicação por meses para que o vírus não se multiplique. Quando há muitas reincidências da doença, o indicado é fazer o tratamento antiviral por mais tempo, com a utilização de um aminoácido proteico para fornecer mais resistência ao corpo.

Por isso, ao primeiro sinal do indesejável herpes labial, procure um especialista para indicar o melhor tratamento. Dessa forma você evitará que o surto seja de maior intensidade e duração.

A Micropigmentação nos lábios até pode ser realizada por essas pessoas, porém com muita cautela, porque a lesão na área vai fazer surgir a herpes. A indicação nesses casos é a utilização do laser 1 semana antes do procedimento e logo após para que consiga ter uma boa cicatrização.















Melanoses solares (Manchas senis)



Você, com certeza, já deve ter ouvido alguém falar em "manchas senis". Elas são popularmente chamadas assim porque costumam aparecer em pessoas com idade mais avançada.

Na verdade, estas manchas não são provocadas pela idade e sim pelo dano causado pelo sol ao longo dos anos. Como o resultado da ação do sol só vai aparecer com o passar do tempo, as melanoses solares são mais comuns em pessoas de idade. Daí o nome "mancha senil".

É fácil comprovar que a mancha senil é, na verdade, uma mancha solar. Basta olhar a pele da região das axilas ou a parte interna dos braços, que ficam protegidas do sol, e ver que, apesar de terem a "mesma idade" que a pele afetada pela melanose solar, ali não se encontram as manchas.

As melanoses solares são manchas escuras, de coloração castanho a marrom, geralmente pequeninas mas que podem chegar a alguns centímetros de tamanho. Elas surgem apenas nas áreas que ficam muito expostas ao sol, como a face, o dorso das mãos e dos braços, o colo e os ombros. São mais frequentes em pessoas de pele clara.
O dano solar acumulado ao longo dos anos induz ao aumento do número de melanócitos (célula que produz o pigmento que dá cor à pele) e da sua atividade, produzindo mais melanina e escurecendo a pele.

O ideal é a prevenção do surgimento das manchas, que deve ser feita através do uso de proteção solar nas áreas continuamente expostas ao sol, onde as manchas se manifestam. Não é apenas o sol da praia ou piscina, mas também o sol do dia a dia, que paulatinamente vai danificando as células que, no futuro, vão sofrer alterações e dar origem às manchas.
FONTE: Dr. Roberto Barbosa Lima

Existem diversos tratamentos, trabalho com um aparelho que irá despigmentar essas manchas, bem como sardas que também podem ser retiradas. Todo trabalho deve ser feito com cautela, por isso procure antes um dermatologista, optando mesmo pelo procedimento iremos fazer um teste antes. Marque uma avaliação gratuita!









Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...